Páginas

quarta-feira, 29 de março de 2017

Salvador e seus contrastes históricos

Tão antigos e antigas quanto seus templos majestosos, Elevador Lacerda, Farol da Barra, Plano Inclinado, desenho da Baía de Todos-os-Santos, cidades Alta e Baixa, além de praias de água azul e morna, são as contradições de Salvador. A cidade completou 468 anos nesta quarta-feira, 29 de março.

A primeira capital do Brasil ganhou novas dimensões em meio aos contrastes visuais e sociais que permanecem. Em nome da especulação imobiliária e da ocupação popular desordenada, as áreas verdes encolheram. Surgem prédios enormes de múltiplos usos e habitações onde vivem famílias com menor poder aquisitivo. O tempo nublado na data do aniversário ajudou a captar imagens cinzas e outras em que aparecem mais luz e cores.


Fotos: Graça Filadelfo



quinta-feira, 9 de março de 2017

Unijorge inscreve alunos para iniciação científica

Até o dia 23 de março estão abertas as inscrições para seleção de alunos que vão integrar o Programa Institucional de Iniciação Científica do Centro Universitário Jorge Amado (PIC Unijorge). Podem participar estudantes da unidade que tenham interesse em desenvolver projetos de pesquisa durante dois semestres com orientação de docente.

De acordo com a notícia divulgada no site da universidade, os alunos devem identificar uma linha de pesquisa do seu interesse e entrar em contato com o docente (por e-mail) para que juntos eles elaborem o projeto e o plano de trabalho a ser desenvolvido. Confira as informações completas no edital.

Para integrar e submeter projetos ao PIC Unijorge o estudante precisa atender aos seguintes requisitos: ser aluno regularmente matriculado em curso de graduação faltando, no mínimo, um ano para conclusão do curso; dispor de oito a 20 horas semanais para dedicação às atividades de pesquisa; e demonstrar bom desempenho acadêmico comprovado por meio do histórico escolar. (Foto: Banco de Imagens da Unijorge).

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Ufba adota sistema de cotas em doutorado e mestrado


A medida foi aprovada pelo Conselho Acadêmico de Ensino
A Universidade Federal da Bahia (Ufba) divulgou que todos os processos seletivos para os cursos de pós-graduação 'stricto sensu'  (doutorado, mestrados acadêmicos e profissionais) irão adotar o sistema de cotas. De acordo com a instituição, serão reservadas, no mínimo, 30% das vagas oferecidas para candidatos negros (pretos e pardos) e uma vaga a mais em relação ao total disponível nos cursos para candidatos enquadrados em cada uma das categorias de quilombolas, indígenas, pessoas com deficiência e trans (transgêneros, transexuais e travestis). A medida começará a valer para as seleções do segundo semestre de 2017.

O sistema de reserva de vagas foi aprovado na forma de resolução na quarta-feira (11), pelo Conselho Acadêmico de Ensino (CAE), órgão que delibera sobre vagas para ingresso na graduação e na pós. Segundo o reitor João Carlos Salles, o propósito da iniciativa é aumentar a participação de grupos sub-representados na comunidade acadêmica. “A resolução, associada às outras iniciativas de nossa política de ações afirmativas, busca avançar na correção de desigualdades históricas, tornando a Ufba plena em sua vocação inclusiva”.

Para o presidente do CAE, professor Francisco Kelmo, “mais que reparação, a resolução é oportunidade”, porque traz a possibilidade de pessoas que sempre foram excluídas mostrarem sua capacidade. Já o coordenador de ensino de pós-graduação, Ronaldo Lopes Oliveira, afirma que "a Ufba vai além das definições da Portaria Normativa nº 13, de 11 de maio de 2016, do Ministério da Educação, que contempla apenas negros, indígenas e pessoas com deficiências, e torna-se a primeira universidade do Brasil a preocupar-se também com a inserção na pós-graduação de quilombolas e trans”. Confira mais informações no site da Ufba.

Sensação térmica ultrapassa índices de temperatura



Para amenizar o calor, uma alternativa é usar ventiladores
A temperatura em Salvador, nesta sexta-feira (12), varia entre a mínima de 19°C e máxima de 29°C, conforme registra o site do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Mesmo com a umidade relativa do ar entre 50% e 90%,  a sensação térmica é bem superior. A estação quente iniciada em 21 de dezembro de 2016 - e que se estende até 20 de março de 2017 - chegou forte deixando o calor insuportável. Esta condição resulta em maior uso de aparelhos de ar-condicionado, climatizadores e ventiladores.

Segundo a previsão climática do Inmet para o Verão (janeiro-fevereiro e março), a estação vai ser marcada pelo fenômeno oceânico-atmosférico 'La Niña' de forma amena. De um modo geral, a ocorrência do fenômeno, com fraca intensidade, é favorável à chuva no Nordeste e desfavorável no Sul, principalmente no Rio Grande do Sul, nos meses de Verão e Outono. Como a região nordestina sofre em decorrência do longo período seca, a esperança é que a condição prevista pelo Instituto Nacional de Meteorologia realmente se concretize.

Ainda conforme o Inmet, outros fatores, como a temperatura na superfície do oceano Atlântico Tropical e na área oceânica próxima à costa do Uruguai e da região Sul, podem exercer influência, dependendo das características climáticas nessas estações, no regime de chuva intensificando ou atenuando os efeitos do 'La Niña'.

"A formação e atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e de Vórtices Ciclônicos de Altos Níveis (VCAN) serão os principais sistemas meteorológicos a atuar no norte da Região Nordeste, durante o Verão", constata o instituto. Confira mais informações no site do Inmet.